segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Plano de Formação para o ano de 2012

 
O Centro de Formação Avançada Comenius já acabou a primeira fase de definição do Plano de Formação 2012. Dele ainda não constam os novos cursos, dado que serão realizados com novos parceiros, mas estão definidas datas para os cursos de maior sucesso em 2011.

Consultem o nosso web site e para mais informações, não hesite em contactar-nos.




quarta-feira, 2 de novembro de 2011


Últimos programas de formação do ano de 2011


O Centro de Formação Avançada Comenius está já a programar o ano de 2012, estruturando novos cursos, resultado de novas parcerias que se perspectivam e calendarizando aqueles em que tivemos sucesso em 2011.

Não fosse o contexto económico tão negativo e estaríamos aqui com grandes expectativas. Mas o nosso princípio aplica-se de igual forma a este contexto: temos que ter respostas ao melhor nível, temos que ser exemplares.

No entanto, ainda há um ano de 2011 para concluir. E aproveitem o que ainda temos disponível:

EDIÇÃO Pós-Laboral (PORTO): Entre 25 de Novembro e 19 de Fevereiro.
Horário: Sextas-feira, das 16.00 às 22.00; e Sábados, das 10.00 às 13.00 horas.


EDIÇÃO Pós-Laboral (PORTO): Entre 17 e 24 de Novembro.
Horário: Quintas-feira, das 16.00 às 22.00.


Várias edições em horário laboral e pós-laboral.
Horários: Diversificados. Por exemplo: 13.00 às 19.00 (6h por dia).





EDIÇÃO (PORTO): 19 de Novembro.
Horário: Sábado, das 09.30 às 12.30 e 14.00 às 17.00.




EDIÇÃO (PORTO): 25 de Novembro.
Horário: Sábado, das 16.00 às 20.00.

EDIÇÃO (LISBOA): 26 de Novembro e 1 e 3 de Dezembro.
FORMADOR: Gonçalo Elias.
Horário: Quinta-feira e Sábados, das 9.30 às 12.30 e das 14.00 às 17.00 horas.



EDIÇÃO (PORTO): 14, 15 e 16 de Dezembro.
PARCEIRO (Formadores): Profitability
Horário: 4ª, 5ª e 6 feira, das 13.00h às 19.00h.

EDIÇÃO (PORTO): 23, 24 e 25 de Novembro.
PARCEIRO (Formadores): Profitability
Horário: 4ª, 5ª e 6 feira, das 13.00h às 19.00h.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011


HUB COMENIUS um espaço de coworking


O CENTRO DE FORMAÇÃO AVANÇADA COMENIUS vai criar o HUB COMENIUS, um espaço pensado para Profissionais Liberais ou Empresários em fase de implantação e onde poderão partilhar o quotidiano connosco e com os outros coworkers.
A ideia já é antiga, porque o nosso cliente alvo, jovens licenciados, pode ter que optar por empreender para conseguir alcançar o sucesso. É para ajudar a responder a estas eventual necessidade que desenvolvemos o HUB.
A nossa intenção é ajudar no que nos for possível e, para isso, era interessante que os nossos coworkers pudessem beneficiar da dinâmica do relacionamento com a Rui Pena & Associados e/ou com o Centro de Formação Avançada Comenius (e vice versa). Gostávamos ainda que houvesse uma visão de negócios que fosse coerente com os princípios e valores que também nós defendemos. Quando à audácia, estamos cá nós para a incentivar.  

quinta-feira, 15 de setembro de 2011


Lisboa recebe curso de “Análise Técnica de Investimentos em Bolsa”


O Centro de Formação Comenius vai realizar em Lisboa um curso de Análise Técnica de Investimentos em bolsa. Este decorrerá nos dias 17 e 24 de Setembro e 1 e 8 de Outubro, no Hotel Ibis Saldanha e contará com o formador Gonçalo Elias. Salientamos que se trata de um curso que não se encontra em nenhuma outra instituição portuguesa (Centro de Formação ou Universidade), sendo que será executado pelos mais proeminentes especialistas na matéria.


segunda-feira, 25 de julho de 2011

Novos programas de ferramentas de melhoria da produtividade/ferramentas da qualidade.




O Centro de Formação Comenius estabeleceu uma parceria com a ProfitAbility Engeneers, empresa consultora, especializada na melhoria da eficácia [qualidade] e da eficiência [produtividade], que tem ganho muita notoriedade no meio das multinacionais com actividade industrial em Portugal.

A sua equipa tem quadros com muita experiência, tendo desenvolvido as suas carreiras nas mais prestigiadas multinacionais a operar em Portugal.

Com esta parceria, proporcionamos aos nossos clientes a possibilidade de frequentarem acções de formação base em duas ferramentas de larga utilização no contexto industrial e que ao certo será fortemente valorizada em candidaturas/acesso a empresas industriais com o foco em sistemas de gestão altamente profissionais.

CURSOS:

 

Six Sigma Workshop - 18 horas (VER MAIS)

Edição 1: 12, 13 e 14 Outubro, 4ª, 5ª e 6 feira, das 13.00h às 19.00h
Edição 2: 23, 24 e 25 de Novembro, 4ª, 5ª e 6 feira, das 13.00h às 19.00h

 

5S e Gestão Visual - 18 horas (VER MAIS)

Edição 1: 19, 20 e 21 de Outubro, 4ª, 5ª e 6 feira, das 13.00h às 19.00h
Edição 2: 14, 15 e 16 de Dezembro, 4ª, 5ª e 6 feira, das 13.00h às 19.00h



terça-feira, 12 de julho de 2011

Formação vai continuar a dar oportunidades de emprego



Não há memória de um período de tanta incerteza económica: é a crise política, a intervenção do FMI, o constrangimento do memorandum, agora as “novas medidas”… as permanentes análises de comentadores que vaticinam um fim semelhante ao da Grécia, o fim do Euro (!!!???) …a Moody’s, os Estados Unidos, a Itália … caramba.

Com isto, os últimos meses foram para a formação profissional um período de stand by, de alguma incerteza, à espera da estratégia, das medidas, ou dos sinais delas, emanadas da visão deste novo governo.

Certo é que a troika não considerou a possibilidade de Portugal desperdiçar os fundos destinados à formação profissional, sendo até um factor que poderá dinamizar a nossa economia. Até se tem ouvido falar de uma tentativa de reduzir a participação portuguesa nesse investimento, que é actualmente de 25%... e se diz poder ser reduzida para 15% ou 10% …Sabemos ainda que a coligação que nos vai governar nos próximos tempos fez algumas críticas aos projectos do governo anterior.

Temos conversado muito com outras pessoas que estão metidas no meio e acreditamos que o sector da formação profissional vai continuar a ter financiamentos, prosseguindo o desígnio de qualificação da população portuguesa e dado um forte contributo para a retoma do crescimento económico, ou, se assim não for, para que a queda não seja tão grande...

Se isso se confirmar, poderá representar uma opção de emprego para muitos licenciados, talvez mesmo uma das melhores formas de se entrar no mercado de trabalho e se aceder às primeiras experiências de emprego. 

Porque temos este ponto de vista e porque os nossos clientes são maioritariamente licenciados (recém-licenciados), não pudemos abdicar da oferta de cursos de Formação Pedagógica Inicial de Formadores. Concebemos um curso mais curto que o normal (96 horas) e estamos a oferecer dois horários base (9-16h e 13-19h), procurámos formadores com formação de base e experiências sólidas… e fizemos o máximo de esforço por ter um preço altamente competitivo.

Cursos homologados pelo IEFP – Delegação Regional Centro. VER AQUI.


terça-feira, 14 de junho de 2011

WORKSHOP: Produção e publicação de vídeos na internet


O filme enquanto conteúdo (online) tem vindo a crescer nos últimos anos e segundo muitos estudos tenderá a crescer muito mais.

A televisão foi praticamente sempre um meio de sentido único - as emissoras empurraram os seus conteúdos para as nossas salas, mas nos últimos anos o vídeo online, desligado das redes, das empresas de cabo, ou dos gigantes dos média, tem penetrado nas nossas vidas.
Graças à crescente largura de banda, fácil acesso aos meios de produção e armazenamento, e porque é barato, vai aumentar a sua utilização. O boom de utilização do vídeo na difusão de conteúdos online já está em curso e vai chegar às empresas, a campanhas de marketing e publicidade que serão caseiras e mais eficazes e semelhantes às profissionais. Nunca foi tão fácil criar, publicar, compartilhar vídeo para a Web e com a era dos tablets a chegar, este paradigma de difusão de conteúdos parece vir a ser ainda mais reforçado. Saber criar e editar vídeos é competência que dentro em breve pode ser muito útil e valorizada no mercado.
“O que está a acontecer não é apenas televisão on-line. Longe vão os blocos de 30 a 60 minutos. Agora o clip é entre 30 segundos a oito minutos, estamos apenas a assistir ao que interessa. Estamos a deixar o modelo da radiodifusão de cima para baixo, e em vez disso, a rede tem sido um lugar com milhares de criadores e lugares para assistir. Agora não só estamos a mudar a programação, como também a mudar o local, assistindo às coisas nos nossos computadores portáteis, iPads, iPods e telefones celulares ou mesmo carrega-los de volta para os nossos televisores com aparelhos multimédia.”

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Formação sobre Análise Técnica de Investimentos em Bolsa


Investir em bolsa é uma actividade humana do mundo actual que há algum tempo faz parte do quotidiano português. Há em Portugal muitos pequenos investidores que levam muito a sério esta actividade. No entanto, o contexto actual é de alguma contenção nos investimentos, estamos num chamado Bear Market, caracterizado por pessimismo generalizado que faz com que, a prazo, a tendência geral das Acções seja de decréscimo do seu valor.

Foque-mo-nos nos termos que acabei de utilizar: “tendência” e “pessimismo”. Ora, é certo que as Acções têm um valor correspondente ao valor das Empresas, mas há factores menos tangível do que a análise contabilística do valor e potencial valor de uma determinada acção. É esta a ciência da Análise Técnica, estudar e prever o comportamento das acções, tendo por princípio factores não evidenciados nas contabilidades das empresas e relacionados com a dimensão emocional e psicossocial do colectivo dos investidores. NOTA: a Análise Técnica é também conhecida como “chartrismo”, porque se traduz na análise e estudo de gráficos do comportamento das Acções.

Em Portugal, nos contextos académicos, conhece-se esta disciplina da Análise Técnica, fala-se dela, mas não se ensina de forma sistemática a economistas, gestores ou outros. Ao contrário de outros países, aqui não é fácil encontrar formação sobre esta temática, sendo os especialistas portuguesas autodidactas que foram lendo, estudando, partilhando e discutindo sobre o assunto, principalmente através da internet. Um dos grandes espaços de discussão sobre esta temática é um dos fóruns mais populares em Portugal: o Caldeirão da Bolsa, que se caracteriza precisamente por ser o local de encontro de todos os seguidores e curiosos por esta perspectiva sobre os investimentos (da Análise Técnica).

O Centro de Formação Comenius identificou esta necessidade/oportunidade de desenvolver Acções de Formação desta temática e lançou mãos à obra. Contactou o Ulisses Pereira, um dos administradores do Caldeirão da Bolsa, também conhecido pelos artigos semanais que escreve plogo caldeirão da bolsaara o Jornal de Negócios e fez-lhe a proposta de em conjunto desenvolvermos programas específicos para o contexto português. E cá está o resultado. Entretanto, a equipa alargou-se com o Marco António (também administrador do referido fórum) e Gonçalo Elias, um dos mais activos membros do Caldeirão… O próprio Jornal de Negócios, um dos proprietários deste fórum, também quis criar condições de sucesso ao projecto e permitiu que o Caldeirão da Bolsa fosse nosso PARCEIRO MEDIA.

Desenvolvemos assim dois programas:
• EDIÇÃO 01/2011 (PORTO): Segunda-feira, das 16.00 às 19.00h e 19.00 às 22.00h, nos dias 6, 8 e 13 de Junho;
• EDIÇÃO 02/2011 (PORTO): Segunda-feira, das 16.00 às 19.00h e 19.00 às 22.00h, nos dias 11, 18 e 25 de Julho;
• EDIÇÃO 03/2011 (COIMBRA): Quarta-feira, das 16.00 às 19.00h e 19.00 às 22.00h, nos dias 13, 20 e 27 de Julho.
• EDIÇÃO 01/2011 (PORTO): Sábados, 09h-12h e 13h-16h, nos dias 28 de Maio e 4, 11 e 18 de Junho;
• EDIÇÃO 02/2011 (COIMBRA): Sábados 09h-12h e 13h-16h, nos dias 16, 23 e 30 de Julho e 6 de Agosto; 

NOTA: Estamos a definir datas para edições destes cursos em Lisboa.


Image: Vlado / FreeDigitalPhotos.net

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Ciclo de Workshops: A família em debate - casamentos e divórcio...


Nos últimos anos tem-se registado uma profunda alteração nos costumes privados e na estrutura da vida familiar. O divórcio é um fenómeno cada vez mais frequente na sociedade portuguesa e o número de famílias afectadas, com ou sem crianças e adolescentes envolvidos já é significativo.
São inúmeros os profissionais que trabalham no sistema de educação, no sistema de saúde público ou privado ou no sistema social ou de protecção da infância e da juventude que contactam com famílias e menores cujos pais se separaram e divorciaram.
Inúmeros psiquiatras, pedopsiquiatras, psicólogos, professores, educadores, catequistas, padres, auxiliares de escolas ou profissionais que trabalham em estruturas de apoio às crianças e adolescentes (centros de explicações, ateliers de tempos livres, etc) são contactados por pais que lhes confidenciam os problemas que têm na relação com os ex-maridos, ex-companheiros, de quem tiveram filhos. E que lhes falam do “problema das visitas”.

Os clínicos de pedopsiquiatria e os psicólogos são inúmeras vezes procurados nos seus consultórios e gabinetes por pais preocupados com o impacto da separação e divórcio nos seus filhos. O tema do impacto das visitas nas crianças filhas de pais separados é inúmeras vezes referenciado nos relatórios sobre a situação dos menores que os pais conduzem às consultas e avaliações psicológicas. Os advogados aconselham frequentemente os seus constituintes no sentido de integrarem estes relatórios nos processos judiciais.
Também os Tribunais fazem pedidos de informação sobre a situação clínica de menores filhos de pais com processos de regulação das responsabilidades parentais, processos de alteração das responsabilidades parentais, processos de incumprimento e processos de promoção e protecção.
O fenómeno da recusa de menores filhos de pais separados a visitarem os pais com quem não vivem é um fenómeno frequente e muito relatado nos relatórios clínicos de psicólogos e pedopsiquiatras e tem dado origem a discussões acesas sobre a eventual existência de um síndrome de alienação parental. A comunicação social tem dado conta de situações extremas e preocupantes.
O grau de recusa dos menores às visitas reflecte geralmente a presença de elevada conflitualidade na relação dos progenitores, aspectos da personalidade dos progenitores e o modo como lidam com a separação. O processo judicial tende a alimentar esta conflitualidade.

Ver: Ciclo de Workshop: A família em debate

Ciclo de Workshops

A família em debate - casamentos e divórcios  - 42 horas

Parceiro Técnico-Científico

Sónia Gonçalves, licenciada em Psicologia pela FPCEUP - Área da Saúde Mental (1988), Assessora Superior de Psicologia Clínica, da Carreira de Técnicos Superiores de Saúde. É, ainda, membro efectivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses.
Em 2009, concluiu a formação de Mediadora de Conflitos, curso reconhecido pelo Ministério da Justiça. É Sócia Fundadora da Associação Portuguesa de Psiquiatria e Psicologia da Justiça (2006-2011) e Sócia da Associação Fórum-Mediação.
Trabalha, desde 1994, em um Hospital Público Especializado em Psiquiatria e Saúde Mental que se encontra Acreditado em Qualidade pelo Programa de Acreditação do King`s Fund Health Quality Service.
Desde, 2004, desempenha funções de Psicóloga Clínica Forense, tendo, ainda, sido membro do Grupo Coordenador do Processo de Acreditação deste Hospital (2005-2008), bem como membro da Comissão de Formação deste Hospital (1999, 2007 e 2011).
Possui Pós-Graduação na área da Psicologia Clínica e Marketing de Serviços. Tem formação na área da Terapia Familiar, Sexologia, Terapia Comportamental e do Comportamento e Terapia Narrativa e Psicologia Forense e Neuropsicologia.


Objectivos

Este Ciclo de workshop foi concebido por profissionais ligados à saúde, à justiça, à segurança social e aos meios alternativos de resolução de conflitos, com experiência na avaliação e intervenção junto de pais, crianças e adolescentes envolvidos em processos de separação e divórcio altamente conflituosos. Procura sensibilizar a comunidade em geral, jovens profissionais sem experiência e profissionais já em exercício, para um fenómeno extremamente frequente nestes processos, a resistência às visitas, dando-lhes ferramentas para um correcto diagnóstico da situação, para um adequado posicionamento e para uma intervenção precoce e efectiva. A nova lei do divórcio merece neste Ciclo de workshop uma nota de especial atenção, pelas potencialidades de que se reveste, mas também pelas dificuldades práticas da sua implementação.


Workshops

 

WSP 1: A nova lei do divórcio explicada a todos e a mediação
Data: 20 MAI
Duração: 6h
Horário: Sexta-feira, 09.00 às 12.00h e das 13.00 às 16.00h

 

WSP 2: A resistência às visitas ou alienação parental: implicações clínicas e forenses - estudo de casos
Data: 21 MAI
Duração: 6h
Horário: Sábado, 09.00 às 12.00h e das 13.00 às 16.00h


WSP 3: A entrevista de mediação
Data: 28 MAI
Duração: 6h
Horário: Sábado, 09.00 às 12.00h e das 13.00 às 16.00h


WSP 4: Regulação das responsabilidades parentais: avaliação e diagnóstico diferencial da resistência às visitas ou alienação parental.
Data: 3 JUN
Duração: 6h
Horário: Sexta-feira, 16.00 às 19.00h e das 19.00 às 22.00h


WSP 5: A entrevista forense de adultos e crianças
Data: 4 JUN
Duração: 6h
Horário: Sábado, 09.00 às 12.00h e das 13.00 às 16.00h


WSP 6: Intervenção com famílias conflituosas e multiproblemáticas: estudo de casos
Elaboração do plano de cuidados
Os centros de encontro pais-filho
Data: 17 JUN
Duração: 6h
Horário: Sexta-feira, 16.00 às 19.00h e das 19.00 às 22.00h


WSP 7: Incumprimento do acordo de responsabilidades parentais - como intervir na resistência às visitasData: 18 JUN
Duração: 6h
Horário: Sábado, 09.00 às 12.00h e das 13.00 às 16.00h


Nota:
A inscrição pode ser realizada para o ciclo completo ou para cada um dos worshops individualmente.


Destinatários:

Profissionais que actuem nestas áreas, jovens profissionais/récem-licenciados e a comunidade em geral

Local: 
Porto - Centro de Formação COMENIUS

Preço: 

79 € / cada workshop


Descontos:
10% Estudantes universitários


 

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Workshop sobre a Certificação DGERT

No dia 6 de Setembro de 2010 foi publicada a Portaria nº 851 que definia o novo regime de certificação de entidades formadoras. Nela, nomeadamente nos seus ANEXOS, estava já claro quais seriam os requisitos a considerar e o novo modelo de certificação. No entanto, ficava a promessa de ser produzida a regulamentação para a sua aplicação, facto que aconteceu no passado dia 31 de Março de 2011, com a publicação e divulgação on-line do Guia da Certificação de Entidades Formadoras – Sistema e Requisitos de Certificação – Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social; Direcção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho – Direcção de Serviços de Qualidade e Acreditação – 2011.

Com este Guia, deixou de haver grandes dúvidas sobre os requisitos e sistema de certificação agora em vigor para as entidades formadoras.

As entidades têm agora que deitar mãos à obra e adaptar os sistemas de gestão esta nova regulamentação. Embora o Centro de Formação Comenius esteja acabado de nascer, é-nos possível desenvolver um conjunto de Workshops e cursos que vai qualificar e preparar profissionais para desenvolverem estes sistemas de forma autónoma.

A base desses programas de formação é um Workshop está dirigido a consultores e gestores de formação mais experientes, que queiram aceder a uma interpretação sistemática do Guia da Certificação de Entidades Formadoras, tendo como monitor do workshop um gestor de formação e formador com experiência de acreditação de entidades desde o tempo do INOFOR (Rui Pena). Não deixará de haver a possibilidade de ser questionada essa interpretação, podendo o debate e partilha de diferentes pontos de vista enriquecer ainda mais o trabalho a desenvolver.

No final deste Workshop, ao certo que os seus participantes estarão autónomos para desenvolver a certificação da respectiva entidade formadora, ou de acederem mais facilmente a um mercado de trabalho que em breve terá o boom… logo que se iniciem as auditorias ordenadas pela DGERT.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Parceria com Consultora e Formadora da área jurídica

O Centro de Formação Comenius estabeleceu a sua primeira parceria com a Ana Guerra, Advogada com quem a Rui Pena & Associados trabalhou nos últimos dois anos na prestação de serviços de formação e consultoria jurídica nas áreas de Direito do Trabalho e Direito de Propriedade. Licenciada em Direito (2003), Pós - graduada em Direito dos Contratos (2004) e Mestre em Direito Comercial - Pré –Bolonha (2009) e doutoranda em Direito Comercial pela Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa, encontrando-se actualmente a realizar a tese de Doutoramento sob o tema: “Da Obra Audiovisual: Questões de Qualificação e de Autoria”. 

A sua experiência significativa como formadora na área da Legislação Laboral foi a base da confiança que o Centro de Formação Comenius nela deposita. Como também tem ligação a uma Entidade Formadora (que não é concorrente do Centro de Formação Comenius) com a qual se têm explorado sinergias, foram criadas condições para a concepção de um curso 100% inovador no mercado português: “Questões Jurídicas na Nova Certificação de Entidades Formadoras”, tendo por base a Portª 851/2010 de 6 Set.

domingo, 10 de abril de 2011

Momento zero!

Iniciámos agora mesmo a nossa actividade… o Centro de Formação Comenius tem já alguns anos, enquanto ideia, enquanto projecto. Hoje é o seu primeiro dia de concretização. O site de internet tem a informação necessária para esclarecer os nossos clientes e na edição do Jornal de Notícias de hoje (10.04.2011) teremos o nosso primeiro anúncio…

Até ao momento tudo está a correr com normalidade, temos tido um óptimo feedback das entidades e parceiros que contactámos, deram-nos força e concordaram connosco quanto à existência de oportunidades neste nicho de mercado que procuramos conquistar. Já temos um par de contratos assinados com parceiros que nos garantem produtos de excelente qualidade para os nossos clientes e estamos muito satisfeitos com o resultado das obras que fizemos naquelas que são as nossas instalações.

É certo que o FMI não estava muito nos planos, mas vamos para a luta.

É o nosso primeiro momento, mas para além de amigos e familiares que estão connosco (nalguns casos receosos por causa da conjuntura!), contactamos com pessoas que não conhecíamos de lado nenhum e foram MARAVILHOSAS connosco.

A TODOS… obrigado.